Naval, 0 SL Benfica, 2

Sepsi é bom! Porra é que é mesmo muito bom!

Poderão não perceber a causa deste meu entusiasmo pelo jovem jogador romeno, eu explico:

Lazlo Sepsi fez mais em cinco minutos que a grande maioria dos jogadores do Benfica durante os restantes 85 minutos de jogo! Mas o que fez de tão especial? Jogou futebol. Basicamente fez isso. E fez mesmo o básico, o que qualquer jogador do Benfica deveria fazer tão naturalmente como respirar. Passou, desmarcou-se, controlou a bola e com ela na sua posse pensou, fintou foi á linha de fundo e cruzou atrasado – como mandam as regras – Nuno Assis fez o inesperado, rematou para a baliza (ele que cada bola que recebe rodopia sobre si e passa para trás) arriscando-se a marcar golo e marcou mesmo. Depois de muitos anos a ver bola dá para ver com alguns toques e ao fim de poucos minutos quando um jogador é bom. Sepsi é jogador. Se vai resultar no Benfica, se vai mostrar e evoluir todas as suas capacidades enquanto cá estiver não sei, depende de vários factores, mas que é jogador é. Sem dúvidas nenhumas. O resto do jogo foi luta e mais luta e pouco futebol. Exibições agradáveis de Luisão, Katsouranis, Binya e C. Rodriguez. E nem me falem no pretenso penalty que ficou por assinalar contra o Benfica porque teria de falar no fora de jogo ao Makukula quando este ia isolado para a baliza da Naval e nas expulsões que ocorreram em Alvalade e não ocorreram na Madeira e já me falta a paciência para essas merdas…

E se o Pl@ka falou...tá falado!

2 Comentários:

icarus disse...

Também há outra coisa que me começa a irritar... a perseguição que os comentadores fazem ao Binya.

É verdade que teve aquela entrada muito má sobre o jogador do Celtic, e foi exemplarmente castigado por isso (acho que até demais...), no entanto, parece que não descansam enquanto ele não for expulso em todos os jogos.

Acho que se está a mostrar importante para a equipa e alguém tá com dor de cotovelo.

A meu ver, tirando aquele lance contra o Celtic, não faz nada que outros não façam por esse mundo fora... É forte fisicamente?... É... Mas nao me parece nem maldoso, nem excessivamente duro.

Nuno M. S. Aleixo disse...

Caro Icarus, a perseguição ao Binya não é de agora. Se repararmos no golpe de karaté de Lisandro deste fim de semana na Madeira podemos concluir que as duas são similares. A diferença reside no jogador adversário que no caso do camoronês estava com a perna assente no chão tornando o lance muito mais perigoso enquanto Lisandro apanhou o maritimista no ar, tendo assim menos hipóteses de o lesionar gravemente. Lisandro é um grande jogador, nem sequer se pôe em causa, mas a diferença de apreciação aos dois lances resulta do respeitinho que os jornalistas, paineleiros e restantes atrasados mentais colocam quando se fala de um jogador do clube do dono. São lacaios que lambem o escroto a quem lhes dá as migalhas do que cagou, ao permitir que eles escrevam, cuspam verborreia nas rádios ou tvs e assim alimentem a idéia do monstro preto e do grande jogador Lisandro que teve um deslize. Se quisermos ainda podemos pensar da seguinte maneira: Se Lisandro tivesse sido expulso, como devia, não teria marcado os dois golos que resolveram o jogo. Enfim mais do mesmo no futebol de merda que vamos tendo.

Abraço benfiquista!

top