E eu sorrio…


Ainda me lembro de os ver, jornalistas, comentadores, adeptos rivais e, pasmem ou não, benfiquistas escandalizados com número enorme de jogadores que o Benfica tinha, com a desorganização na preparação da época, com os poucos portugueses que o plantel tinha, eram os negócios esquisitos e estranhos com o Saragoça, o rol de críticas era infindável…

Afinal, os clubes bem organizados andaram ontem a despachar as maçãs podres, a pensar se vendiam ou não uruguaios a quem tinham prometido ir para clubes a sério e até ao último minuto do dia a ver se contratavam alguém para substituir o melhor marcador de Portugal, da Europa e arredores! O Benfica? Tem o plantel definido, emprestou quem devia emprestar a tempo e horas (renovar contrato e emprestar Jara e Urreta foram decisões acertadas) e lá ficou com um plantel de 27 jogadores. Curiosamente é o Benfica que possuiu o plantel com mais jogadores portugueses. São 8 portugueses, enquanto FCP tem 5 e Sporting, clube da maravilhosa academia de jovens talentos portugueses, possuiu apenas 7 jogadores nascidos em terras lusitanas. Giro, não é? 


9027630_FBt1L
A foto é "roubada" ao "Red Pass"

Agora é vê-los caladinhos. Os jornalistas não fazem estudos sobre a percentagem de portugueses nos plantéis, os adeptos rivais já não falam disso e do número enorme de jogadores do Benfica, antes escondem a cara de vergonha. Uns porque se “livraram” do ponta-de-lança titular da selecção nacional por 500 mil euros e ninguém acha estranho, também ninguém se interroga com este negócio com o Saragoça, ninguém se interroga como o FCP vende Falcao (abaixo da cláusula de rescisão), considerado por muitos como o melhor jogador que pisou os relvados portugueses na época passada, e não consegue ou não quer contratar ninguém para o substituir. E isto depois de encaixar bastante dinheiro em vendas, ou serão milhões da treta? Ou será que os milhões são para tapar o enorme buraco das contas do FCP? Pois, agora todos estão sossegadinhos, caladinhos e quase envergonhadamente lá vão deixando escapar a custo que o Benfica parte com ligeira vantagem sobre os dois principais adversários ao título. E eu? Sorrio…

6 Comentários:

Anónimo disse...

a serio, eu nao consigo entender estes posts! o benfica nao joga com um portugues a titular e tu tens orgulho nisso ? olha eu nao. Achas que o glorioso tem o plantel bem construido ? e o facto de JJ nao ter convocado capdevilla para a champions ?? se o emerson se lesiona quem joga ? eu nao entendo a serio. Eu sou benfiquista e entristece-me ver pessoas assim. Ainda dizes que partimos em vantagem ?? enfim

Nuno M. S. Aleixo disse...

Meu caro, embora não seja meu costume responder a anónimos (também não paro para falar com gajos encapuçados na rua, percebe? É mais uma mania minha...)gostei muito do seu comentário, embora aquilo espremido tenha muito pouco sumo. Ou seja é patetice, atrás de patetice.

Embora servisse para ficar esclarecido quanto às reclamações dos bons benfiquistas quanto à questão dos portugueses no Benfica. Afinal a coisa é má porque não existem jogadores tugas no onze? Ah... esclarecido. Mas, já agora convinha percorrer os planteis e os onze titulares das grandes equipas europeias para ver quantos jogadores nacionais existem a jogar. Sinais dos tempos, meu caro! Adapte-se... Ou então ponha à beira do prato.

Quanto ao orgulho neste plantel e se ele está bem construído. A minha opinião não conta muito, o treinador é que tem de saber isso, mas por acaso acho-o o melhor plantel dos últimos (largos) anos.

Quanto ao Capdevila... Não tenho pachorra, meu caro. Se o Emerson se lesionar pode sempre jogar o Luís Martins... É tuga, é jovem e formado no Benfica, seria algo que decerto o "enchia de orgulho", certo? Então o JJ inscreve um puto tuga em detrimento de um espanhoil e você leva a mal? Estranho...

Quanto ao ficar triste com o que escrevo é assim: Não venha ao meu blogue.

Simples, certo?

Otto disse...

Gostei do post, mas uma dica para os mais distraídos, o Luisão tem dupla nacionalida, sendo uma delas a portuguesa...UFA aqui temos um "tuga" ou um "luso-brasileiro"...como preferirem, mas se o Pepe, Deco e Liedson também era tugas porque não considerar o capitão como tuga, já que ele é tão cidadão português como nós.

P.S.: Nada contra o seu post, com o qual estou de acordo, mas deixo-lhe esta dica, já que ninguém a utiliza ;) afinal de contas sempre temos lá um tuga, e não me lixem, o Luisão é tão tuga como o Pepe ;)

Anónimo disse...

eu sinceramente digo..num mundo perfeito..o aimar era portugues..o witsel era portugues..o luisao era portugues..mas nao são. por isso da minha parte digo, eu tambem custame um bocadinho ver o benfica entrar em jogo sem nenhum portugues nascido no onze admito..mas tambem digo,eu quero é jogadores que apesar de nao serem portugueses me identifique com eles como se fossem...porque tugas de merda é que á demais por ai...o javi´,o aimar..olho pra eles como exemplos do que aquilo que 1 bom portugues devia ser...n quero ca tugas so porque nasceram na serra e viam o batatoon ..tipos como o shwartz que vieram para portugal e ficaram ca a viver porque se idenfiticavam com isto...proprio magnussan..ate o erykson..nao nasceu portugues mas tenho a certeza que vai morrer benfiquista

Manuel disse...

Muito bom posto. Os meus sinceros parabéns.

Quanto aos estrangeiros na equipa, eu costumo responder que a competência não tem passaporte.

I.blogger disse...

Primeiro quero deixar desde já os meus parabéns pelo blogue que, na minha modesta opinião, é um dos melhores por onde já passei.
Quanto ao exposto, tenho apenas a dizer que o que me entristece não é o facto de termos poucos portugueses no plantel e nenhum no onze, mas sim o rumo e os propósitos da chamada "geração benfica". Eu não faço a mais pequena ideia de quanto se gasta com a formação ou de quanto tempo se perde com a mesma, mas não creio que seja pouco. Pouco é sim o que se colhe desta.
Concordo plenamente quando diz que os tempos são outros e que não existem muitos jogadores nacionais a jogar pelas grandes equipas europeias e veja-se o caso gritante do Inter que à muito pouco tempo jogava com um "onze" completamente "estrangeiro", ganhou a Liga dos Campeões, o campeonato italiano e a taça de Itália no mesmo ano e não me lembro de alguém reclamar de não terem italianos no onze. Já dizia o grande Luís Vaz de Camões "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades". As coisas são desta forma e longe já vão os tempos em que os benfiquistas se orgulhavam de ter uma equipa 100% portuguesa.
Discordo apenas no que diz respeito ao Capdvilla, porque começo a questionar, tal como muitos, para que é que este jogador veio para o Benfica. Sim senhor temos o Luís Martins, mas a Liga dos Campeões não é um campeonato de juniores nem nenhum campeonato do mundo de sub-20 e não creio que faça bem ao rapaz ser lançado assim aos tubarões, embora goste de recordar que um dia um rapaz chamado Rui Nereu teve esse mesmo destino e portou-se muito bem...Contudo hoje já não sei por onde anda...
Acho que temos um plantel muito forte, organizado e capaz de competir em qualquer uma das provas e sair com bons resultados das mesmas (para mim as provas nacionais são mais importantes e como tal são para GANHAR!)
Agora se os jogadores querem ser portugueses ou virem para cá viver como é dito no comentário acima, estou-me pouco lixando para o "portuguesismo" dos jogadores. Que sintam o Benfica, que sintam a mística deste magnífico clube, o apoio dos seus adeptos e que sejam benfiquistas! Se depois quiserem ser portugueses isso é lá com eles.
Cumprimentos

top