E o meu fim-de-semana foi assim…



Deixem-me partilhar convosco a razão de não ter aqui aparecido nos últimos tempos.

O meu fim de semana começou de forma quase perfeita. Estava planeado ser a dois, daqueles românticos, eu e Ela estávamos a precisar porque não é fácil manter o romantismo e intimidade numa relação quando se tem em casa um puto de oito meses e uma miúda de oito anos a exigirem a atenção normal. Crianças “despachadas” e lá fomos nós para dois dias de passeio, descanso, sossego e prazer.

Óbidos

Ela planeou tudo e surpreendeu-me com o fim de semana em Óbidos. Reservas feitas na Estalagem do Convento e aí fomos nós. Um dia de sol de inverno recebeu-nos e incentivou ao passeio pela pequena e agradável vila. E depois de fotos tiradas, conversa em dia, a tradicional e típica Ginjinha de Óbidos comprada seguiu-se jantar no restaurante O Pretensioso, onde descobri o excelente vinho Quinta de S. Francisco. Fui feliz em Óbidos

óbidos

O regresso ao inferno...

O fim de semana estava a correr muito bem se desde a madrugada de domingo não tivesse-mos sido atacados por uma virose que para além de febre, arrepios, dores musculares nos obrigou a viver ora de cara enterrada na sanita, ora sentados na mesma… 

A coisa foi de tal forma que tive de recuperar da tareia em casa, faltando ao emprego na segunda. E agora imaginem que os putos são atacados pela mesma virose, e que o último (terá sido o último?) capítulo da saga foi escrito ontem com um dia “bem passado” no Hospital Santa Maria, onde o Rodrigo passou todo o dia internado…

Sim, já estamos todos em boa recuperação e não foi nada de grave, mas elas não matam mas moem. Porra! Como moem…


2 Comentários:

abidos disse...

Então vieste passear à minha terra e não dizeste nada?!!!
Então foste dormir num covil da Lagartada... obviamente que apanhaste uma virose!!! (eheheh...)
Já no Pretencioso, são dos nossos!!!
Na próxima visita dá um toque.

Abraços

Nuno M. S. Aleixo disse...

Grande abidos! Não sabia que eras de Óbidos.

Eh pá, acho que a virose não foi apanhada aí, mas deixa-me dizer que embora aquilo seja um covil de lagartos foi feliz na Estalagem do Convento... eheheh...

E no Pretencioso come-se bem e o dono é um gajo simpático.

Parabéns pela tua terra!

Da próxima que por aí passar digo-te qualquer coisa, para bebermos uma ginginha! :)

Abraço benfiquista!

top